Taxista é morto a tiros 10 dias após a filha ser assassinada

Imagem relacionada

PM acredita que a vítima foi morta por ser testemunha de acusação de um duplo homicídio

O taxista Roberto Ribeiro Martins, de 46 anos, foi assassinado na manhã deste sábado (12), no bairro Cidade 2000, em Fortaleza. Ele estava no ponto de táxi onde fica situado quando foi surpreendido por dois homens em uma moto.

De acordo com o comandante da Área Integrada de Segurança 10, major da Polícia Militar Vicente de Paula, a vítima era pai de uma adolescente assassinada no dia 2 deste mês, também na Cidade 2000. Ele já respondia ao Art. 138 do Código Penal (calúnia).

Roberto Martins chegou a ser socorrido para o Hospital Geral de Fortaleza, mas não resistiu aos ferimentos. A Polícia acredita, a priori, que o taxista foi morto por ser testemunha do homicídio da filha e do namorado dela, que era traficante de drogas.


Diario do Nordeste

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon