Analisar impeachment de Temer seria gerar instabilidade, diz Maia: 'Querer parar o Brasil'

Foto: Marcelo Camargo/ Agência Brasil

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), afirmou nesta segunda-feira (21) que analisar os pedidos de impeachment do presidente Michel Temer significaria "querer parar o Brasil". "Se a gente ficar remoendo o assunto só vamos gerar instabilidade no Brasil", afirmou Maia. De acordo com o deputado, os parlamentares da Casa já julgaram os fatos que estão nos pedidos de impeachment do presidente durante a votação da denúncia. "A Câmara já decidiu esse assunto. Foi uma decisão, é democrática. Alguns acham bom, outros acham ruim, mas que ela foi democrática, foi. Foi voto aberto, nominal, cumpriu todo o regimento", disse. As regras do Legislativo estabelecem que o presidente da Câmara deve verificar se o pedido atende aos requisitos e encaminhá-lo para uma comissão que irá avaliar se ele terá seguimento. A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) entrou com uma ação no Supremo Tribunal Federal (STF) na última quinta-feira (17) pelo "atraso injustificado" da análise. O relator do caso será o ministro Alexandre de Moraes, ex-ministro de Temer.

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon