PM detém seis membros do CV que planejavam chacina

O bando foi detido no bairro São Miguel, em Caucaia, quando se preparava para matar sete desafetos do PCC. Cinco armas foram retidas ( FOTO: NAVAL SARMENTO )

Seis membros da facção criminosa Comando Vermelho (CV) foram presos em uma operação da Polícia Militar, na noite da última terça-feira (4), no Município de Caucaia. De acordo com informações de um oficial da PM, o grupo estaria se articulando para executar membros do Primeiro Comando da Capital (PCC).

Ainda segundo o servidor, que preferiu não se identificar, o Serviço Reservado do 12ºBPM já estava investigando o bando, pois havia recebido informações sobre a suposta chacina. Equipes da Força Tática de Apoio (FTA), com patrulhas do Batalhão de Choque, foram destacadas até a residência onde o grupo estava reunido no bairro São Miguel.

Informações iniciais dão conta que o grupo estaria recrutando membros do CV de outras localidades, por meio das redes sociais, para potencializar ataques aos membros do PCC. Um militar que participou das prisões, mas não quis se identificar, disse que havia um vídeo circulando em que o bando detido se articulava para a matança.

Conforme o PM, os alvos citados nas gravações eram sete pessoas que integram o PCC e seriam rivais do CV, em alguns pontos de negociação de entorpecentes. O plano dos suspeitos era cometer as mortes, na noite de terça-feira, mas horas antes eles acabaram sendo interceptados pela operação.

Parte do grupo já tinha antecedentes criminais, por crimes como tráfico de drogas e roubo. Com os capturados, foram encontradas cinco armas: três revólveres calibre 38, uma pistola e uma espingarda calibre 12.

A princípio, onze pessoas foram conduzidas à Delegacia Metropolitana de Caucaia, entretanto apenas cinco foram autuadas em flagrante e uma foi presa, por força de um mandado de prisão que estava em aberto.

A reportagem tentou entrar em contato com o titular da Delegacia Metropolitana para esclarecer os motivos da liberação dos demais suspeitos, mas não conseguiu falar com o delegado. Foram realizadas as autuações dos seis detidos que irão responder por porte ilegal de armas e tráfico de drogas.

Conflitos

Os conflitos entre facções criminosas vêm gerando crescimento exponencial nas mortes violentas registradas no Estado, neste ano. Apenas no primeiro semestre de 2017, foram registrados mais de 2.300 Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) - homicídios, latrocínios e lesões corporais seguidas de morte. O número representa um aumento de cerca de 30% no índice desses casos, em comparação com igual período de 2016.

A guerra entre as organizações criminosas resultaram também em chacinas, neste ano. Em entrevista publicada no dia 16 de junho último, um servidor da Polícia Civil afirmou que as chacinas ocorridas na praia do Porto das Dunas e em Horizonte foram investidas do Comando Vermelho contra a facção rival, Guardiões do Estado (GDE).


No dia 23 de fevereiro, quando cinco pessoas foram assassinadas no bairro Granja Lisboa. A equipe de investigação informou que as execuções se deram pelo confronto entre as facções PCC e CV, que disputavam território para a prática do tráfico de drogas na região.

Diario do Nordeste

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon