Mais de 700 diplomatas americanos devem deixar Rússia a partir de setembro, anuncia Putin

Foto: Divulgação / Presidência da Rússia

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, anunciou neste domingo (30) que 755 diplomatas americanos deverão deixar o país a partir de 1º de setembro. A medida é parte da decisão do Kremlin de reduzir a 455 o número de representantes dos Estados Unidos, em retaliação à decisão da Câmara e do Senado americanos de aprovar mais sanções à Rússia em meio à investigação sobre a interferência do país nas eleições. "Esperamos tempo suficiente, com a esperança de que a situação [com os EUA] talvez melhorasse. Mas tudo indica que, mesmo que a situação mude, isso não vai ocorrer logo", declarou Putin a um canal público de TV, de acordo com a Folha.

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon