Políticos mudam locais de reuniões para evitar novos grampos da PF, aponta coluna

Temer e Rocha Loures foram alvo de grampo | Foto: Reprodução / Paraná Portal

A fim de evitar novos grampos da Polícia Federal, os políticos em Brasília têm se reunido em andares altos e a cortinas fechadas. Eles acreditam que assim não serão captados por escutas ambientais, como aconteceu com o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR), segundo informações da coluna Radar Online, da Veja. Hoje preso em Curitiba, o deputado da mala foi flagrado em uma ligação com o presidente Michel Temer (PMDB), de quem foi assessor e amigo pessoal. Na conversa, eles falam sobre o decreto dos portos, cujo marco regulatório se pretendia atualizar.

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon