PRESO EM FLAGRANTE Geovane diz que matou a mulher em Barbalha porque ela estava com outro no quarto.

O pedreiro Geovane Antônio dos Santos, de 31 anos, foi preso em Jardim cerca de 10 horas após ter assassinado sua companheira no município de Barbalha.


O pedreiro Geovane Antônio dos Santos, de 31 anos, foi preso em Jardim cerca de 10 horas após ter assassinado sua companheira no município de Barbalha. Ele pontuou como motivo do crime o fato de ter se deparado com um homem na cama com sua mulher. Ana Iracélia tinha 38 anos e foi morta a golpes de faca por volta das 6 horas desta quarta-feira no quarto de casa na Rua T19, número 164 imediações do Fórum no bairro Bela Vista.

Após o crime, o mesmo fugiu na direção de Jardim, onde já residiu e responde procedimento na justiça por pensão alimentícia. A polícia foi mobilizada e às 16 horas conseguir capturar o acusado que responde outra execução de alimentos no interior de São Paulo. Segundo o Delegado de Polícia Civil de Barbalha, Juliano Marcula, Geovane confessou o crime afirmando ter matado Ana Iracélia porque ela estava com um homem no quarto.

Coordenando a operação para prendê-lo esteve o Delegado de Jardim, Reni Rocha Pinto, com os inspetores Thiago daquele município e João Eudes de Barbalha. Geovane vai responder por crime de homicídio triplamente qualificado e, após a autuação, foi recambiado para a cadeia pública de Barbalha. Ana Iracélia foi a quinta mulher assassinada este ano na região do Cariri.
Os outros homicídios foram em Missão Velha, Mauriti, Juazeiro e Jati.


Demontier Tenório - Site Miséria

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon