POLÍCIA REGISTRA SEQUÊNCIA DE ASSASSINATOS NO INTERIOR DO CEARÁ NAS ÚLTIMAS 48 HORAS

POLÍCIA REGISTRA SEQUÊNCIA DE ASSASSINATOS NO INTERIOR DO CEARÁ NAS ÚLTIMAS 48 HORAS
Crimes de morte foram registrados em vários Municípios cearenses

Pelo menos, nove pessoas foram assassinadas nas últimas 48 horas no Interior do estado, conforme registros da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O caso mais recente aconteceu no fim da noite desta quinta-feira, quando um duplo homicídio foi registrado no Município de Potengi, na Região do Cariri (a 534 Km de Fortaleza).

Além da dupla execução em Potengi, foram registrados dois assassinatos em Russas, e outros dois em Lavras da Mangabeira. Também ocorreram homicídios nos seguintes Municípios: Redenção, Pedra Branca (latrocínio) e Capistrano.

Por volta das 22 horas de ontem, dois homens foram executados, a tiros, na zona rural do Município de Potengi. As vítimas acabaram surpreendidas pelos assassinos que trafegavam em uma motocicleta. Moradores da área onde aconteceu o duplo assassinato disseram ter ouvido muitos estampidos e, logo depois, o barulho do motor de uma motocicleta.

Logo depois, foram encontrados os corpos de dois rapazes, conhecidos ali por “Neguinho” e “Laninho”. A Polícia suspeita de um crime de “acerto de contas”, mas não tem, ainda, nomes de suspeitos. Os corpos foram encaminhados ao Núcleo da Perícia Forense (Pefoce) da cidade de Juazeiro do Norte.

Outros casos

Em menos de 24 horas, duas pessoas foram assassinadas no Município de Russas, na região do Vale do Jaguaribe (a 163 Km de Fortaleza). Ainda na noite de quarta-feira (24), o jovem Lucas de Lima Santos, 21 anos, foi assassinado, a tiros, no bairro de Fátima, na periferia daquela cidade. Ontem, praticamente no mesmo horário, um segundo assassinato aconteceu no bairro Aeroporto, onde Carlos Alberto Xavier, 44 anos, foi executado, a tiros, dentro de um bar.

No Município de Pedra Branca (a 285 Km de Fortaleza), o comerciante João Raimundo de Lima, 62 anos, foi morto, a tiros, por bandidos que praticavam assaltos na estrada de acesso à comunidade de Trapiá, na zona rural. O latrocínio ocorreu quando a vítima se recusou a parar sua moto durante a abordagem dos criminosos.

AUTOR: BLOG DO FERNANDO RIBEIRO

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon