Fortaleza tem alta de 500% nas mortes por arma de fogo em 10 anos


Fortaleza tem alta de 500% nas mortes por arma de fogo em 10 anos
Fortaleza ocupa o primeiro lugar no ranking de capitais com a maior taxa de mortes provocadas por arma de fogo no Brasil. A capital cearense possui índice de 81 mortes para cada cem mil habitantes.
A informação é do Mapa da Violência 2016, que envolve dados, que vão de 2004 a 2014.


O documento mostra que o número de homicídios por arma de fogo em Fortaleza saltou de cerca de 400, em 2004, para mais de dois mil, dez anos depois, quase quatro vezes mais ocorrências.


Segundo o sociólogo Ricardo Moura, da Universidade Federal do Ceará, entre os fatores desse aumento da criminalidade estão a expansão do tráfico de drogas, o crescimento urbano desordenado e o desenvolvimento econômico que provoca desigualdade.


Apesar da liderança nacional de Fortaleza, dados da Secretaria da Segurança Pública do Ceará registram redução de 17% dos chamados Crimes Violentos Letais Intencionais entre 2014 e 2015, quando foi implantados do programa Em Defesa da Vida, que realiza trabalho integrado entre as Polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros.


Já Recife, que em 2004 liderava a lista entre as capitais, caiu para a 13ª posição. A capital com menor taxa de homicídios foi Boa Vista, em Roraima, com nove mortes para cada 100 mil habitantes.


Entre os estados, o Rio de Janeiro que em 2004 liderava a lista, caiu para a 15ª posição. E Santa Catarina foi o estado com menor taxa de homicídios por arma de fogo em 2014. Foram registradas sete mortes para cada 100 mil habitantes.


Dados do estudo apontam Alagoas como o estado mais violento para a população negra. A cada 13 vítimas de homicídio, 12 eram negras. A capital alagoana teve a segunda maior taxa de homicídios por arma de fogo em 2014 entre as capitais brasileiras, com 73 mortes para cada 100 mil habitantes.







Fonte Agência Brasil, Via Ceará Agora

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon