Seis homicídios em menos de três dias no Cariri, além de uma tentativa em Juazeiro e um caso de ameaça em Barbalha

Seis homicídios em menos de três dias no Cariri, além de uma tentativa em Juazeiro e um caso de ameaça em Barbalha
O final de semana no Cariri foi considerado tranquilo em se tratando de crimes de lesões corporais, agressões físicas e ameaças. Houve apenas um caso de lesão corporal em Juazeiro e de ameaça em Barbalha. Entretanto, em menos de três dias seis homicídios ocorreram na região. Marivaldo Palácio de Sousa, de 19, foi morto em Tarrafas; Valdemar Alves de Menezes, de 48, em Aurora, e Francisco Martins dos Santos, de 59; Atos Matheus de Sousa, de 17; João Filho Pereira de Sales, de 33; e mais o acusado de tê-lo matado que também foi morto e está sem identificação no IML de Juazeiro. Já no bairro Jardim Gonzaga um adolescente de 12 se envolveu numa briga com outro de 15 anos de idade e o pai deste interveio no conflito quando saiu ferido.
A polícia foi acionada e militares do Policiamento Ostensivo Geral (POG) estiveram no local quando levaram para a Delegacia o pai ferido, Joseandro Bezerra, de 38 anos, ali residente, a mãe do menor de 12 anos no caso Maria da Silva, de 33 anos, que mora no bairro Frei Damião, e os dois adolescentes. Por volta de 22 horas de domingo, no Sitio Frutuoso (Distrito do Caldas) em Barbalha, um homem estava armado com um revólver e ameaçando outro de morte. O Sargento Leite e os Soldados Maranhão e Amâncio foram lá quando prenderam o pintor Francisco Diassis Macedo Costa, de 32 anos, ali residente, com um revólver calibre 38 tendo dois cartuchos intactos e um deflagrado. Ele ameaçava o agricultor Francisco Erivan dos Santos, de 40 anos, que também mora no local.

Site Miséria

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon