Rosberg mantém grande fase e crava pole do GP da China. Punido e com problemas no motor, Hamilton larga em último

Definitivamente, a sorte está mesmo ao lado de Nico Rosberg em 2016. Além de ver o rival Lewis Hamilton começar o fim de semana do GP da China já sabendo que teria de sofrer uma punição — perda de cinco posições no grid — em razão de uma troca no sistema de câmbio, o líder da temporada passou a ter o rival mais longe ainda por conta de problemas no motor do carro #44 no Q1. O tricampeão vai largar em último lugar e, no outro extremo, Rosberg não teve dificuldades para manter a supremacia da Mercedes e garantir a pole-position, a sua primeira em 2016 e a 23ª da carreira, superando Fernando Alonso na estatística. Hamilton não era eliminado já no Q1 desde o GP da Hungria de 2014. Na ocasião, Lewis também sofreu com problemas no motor em Hungaroring, mas ainda assim terminou a corrida em terceiro, enquanto Rosberg, pole naquela prova, abandonou. A Ferrari até chegou a assustar a Mercedes no Q3, quando Kimi Räikkönen chegou a fazer marca melhor que a de Rosberg.
Mas, no desfecho da classificação, Nico cravou 1min35s402, não deixou pedra sobre pedra e enfiou 0s5 no resto. Daniel Ricciardo surpreendeu a dupla da Ferrari ao colocar a Red Bull na primeira fila, enquanto Kimi e Sebastian Vettel vão se posicionar logo atrás. Valtteri Bottas fecha o rol dos cinco primeiros de uma sessão classificatória muito mais empolgante com a volta do formato antigo. Os brasileiros levaram azar no fim do Q2. Nico Hülkenberg era o décimo colocado na segunda parte da sessão, quando teve um problema com a roda dianteira esquerda do seu Force India, que se soltou. A direção de prova acionou a bandeira vermelha para remover seu carro e acabou por arruinar as chances de Felipe Massa e Felipe Nasr, que foram eliminados nesta fase junto com a dupla da McLaren. Massa parte em 11º no grid em Xangai, cinco posições à frente do xará e piloto da Sauber.

Classificação:

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon