Pistoleiro é condenado a 14 anos de prisão por morte de ex-prefeito

 Pistoleiro é condenado a 14 anos de prisão por morte de ex-prefeito de Mariana
João Ramos Filho foi morto a tiros em posto de combustíveis em 2008

O Tribunal do Júri de Belo Horizonte condenou nesta terça-feira (26) Guaracy Goulart Moreira, de 55 anos, a 14 anos de prisão pela morte do ex-prefeito de Mariana João Ramos Filho. Moreira é apontado como o pistoleiro que disparou quatro vezes no político. Ele foi julgado à revelia, pois está foragido. Apontado como mandante, Francisco de Assis Ferreira Carneiro também está foragido e tem julgamento marcado para 29 de agosto deste ano. No dia 10 de julho de 2014, o acusado Leonardo Stigert já tinha sido condenado a 14 anos.
As investigações apontam que o homicídio ocorreu por motivos políticos, pois Carneiro tinha intenções de concorrer à Prefeitura de Mariana. João Ramos Filho foi baleado em um posto de combustíveis de sua propriedade. O processo foi desaforado para Belo Horizonte porque a 2ª Vara Cível, Criminal e de Execuções Penais de Mariana, entendeu que a imparcialidade dos jurados poderia ser comprometida, já que a execução ocorreu durante os preparativos para a campanha política.

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon