CEARÁ PACÍFICO??? Em um só dia, quatro cidadãos são mortos por bandidos durante assaltos

CEARÁ PACÍFICO??? Em um só dia, quatro cidadãos são mortos por bandidos durante assaltosCEARÁ PACÍFICO??? Em um só dia, quatro cidadãos são mortos por bandidos durante assaltos

Comerciante de joias morto em Juazeiro PM morto em Pacajus

Em um único dia, pelo menos quatro pessoas foram mortas no Ceará vítimas de latrocínio (roubo seguido de morte). Os casos aconteceram em Fortaleza, Caucaia e Juazeiro do Norte. Entre as vítimas estão cinco policiais, sendo quatro militares e um civil (inspetor). A sequência de latrocínios no dia de ontem começou logo pela manhã, na cidade de Juazeiro do Norte, onde um vendedor de jóias foi atacado dentro de sua residência. Armado, João Filho Pereira de Sales reagiu. Houve uma troca de tiros e ele acabou matando um dos bandidos, mas também foi baleado e não resistiu. No começo da tarde, a Polícia Militar e a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foram acionadas para o Município de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza (RMF), onde o corpo de um estrangeiro foi encontrado às margens da BR-020, no bairro Urucutuba.
O corpo do turista francês Gregório Finidori, 51 anos, foi encontrado com marcas de violência. A Polícia trabalha com a hipótese de o turista ter sido assaltado e morto a pauladas. O terceiro latrocínio ocorreu na cidade de Pacajus, também na RMF, onde um policial militar foi baleado e morto durante um assalto dentro da agência do Bradesco. O subtenente PM Francisco Wellington da Silva estava num dos caixas eletrônicos quando bandidos invadiram a agência e anunciaram o assalto. Mesmo sem reagir, o militar foi baleado e morreu ali mesmo. Uma mulher ficou ferida. O quarto latrocínio aconteceu ainda na tarde de ontem, quando um homem identificado como Francisco Valtencir Germano da Costa, 47 anos, foi morto com um tiro no peito durante uma tentativa de assalto. Ele estava esperando um filho na porta da casa de sua ex-esposa, na Roa Conegundes Rodrigues, no bairro Montese, quando teria sido atacado por ladrões. 

Fernando Ribeiro

Ao se identificar seu comentário terá mais relevância.
EmoticonEmoticon